postado por Yasmin Souza e categorizado como Matérias
05.06.2020

Essa matéria foi originalmente publicada pela News.co.au e traduzida e adaptada pela equipe do Kate Middleton Brasil

Enquanto atualmente a Duquesa de Cambridge é amplamente amada, por quase uma década ela sofreu em silêncio enquanto foi humilhada pelos paparazzi.

Ninguém nunca realmente saberá a data exata em que aconteceu.

Foi no dia de novembro de 2010 que Kate Middleton, radiante e vestindo um vestido azul da da marca Issa que se esgotaria em poucas horas, entrou em uma sala ornamentada no Palácio de St. James com o Príncipe William para a sua entrevista de noivado à imprensa?

Foi quando ela abriu caminho pelo corredor da Abadia de Westminster, em 2011, para trocar qualquer aparência de normalidade por uma vida que seria registrada nos livros de história?

Ou ainda, quando ela estava nos degraus da do hospital St Mary’s em 2013, embalando o futuro rei, sua posição na árvore da família real irrevogavelmente cimentada?

Porque em algum estágio não especificado durante esses anos, algo extraordinário aconteceu. A imprensa britânica, em geral, se transformou em um grande esquadrão patriótico de Kate, quase colando uma auréola acima de seus famosos cabelos e escrevendo sobre ela com uma enorme reverência.

“Kate se recusa a comer” capa da Life&Style

Enquanto, mais recentemente, o relacionamento tortuoso e às vezes combativo da Duquesa de Sussex com a imprensa chegou ao microscópio, Kate nem sempre foi elogiada pela impressa.

Nos dias de hoje, há uma amnésia desconcertante sobre o modo como a agora mãe de três filhos foi tratada pela imprensa durante quase uma década.

Durante anos, fotógrafos acamparam em frente à casa dela, abusaram dela e a perseguiram dia e noite. Ela foi ridicularizada em escala global; tinha fotos de seus seios espalhados por tabloides e teve que se calar enquanto sua família era atacada e ridicularizada pelos tabloides repetidas vezes.

MÃE AEROMOÇA

Isso estava iria a acontecer. Qualquer mulher que acabasse capturando o coração do Príncipe William e se tornasse sua primeira namorada séria e pública, sempre enfrentaria uma confusão com a imprensa, mas desde o início Kate enfrentou um momento difícil.

Quando surgiram as notícias em 2003 de que ela e o futuro rei estavam namorando, a mídia britânica deliciou em mostrar que ela era uma pessoa comum. As raízes da classe média de sua família e coisas como o fato de sua mãe Carole nascer em um apartamento do conselho e ser descendente de mineiros de carvão foram repetidamente referenciadas.

Em dezembro de 2006, os Middletons compareceram ao desfile militar de William em Sandhurst, que também contou com a presença da Rainha. A imprensa teve um dia de campo sobre o fato de Carole mascar chiclete durante a cerimônia. Outro ponto recorrente foi que Carole era “insistente” e foi acusada de “planejar empurrar sua filha mais velha para a escada social“.

Diversas capas de revistas sobre Kate durante os anos

Quando William e Kate se separaram no ano seguinte (eles reconciliaram dentro de meses), Carole e seus modos não-aristocráticos foram amplamente responsabilizados pela imprensa pela separação.

O incidente de mascar chiclete foi um “imperdoável falso de uma mulher que pode se tornar mãe da futura rainha“, relatou um artigo pomposamente.

Kate é de classe média demais“, informou o Mail on Sunday na época, enquanto o Mirror alegava que ela e sua família “não eram elegantes o suficiente para a realeza“.

Então, ‘Toiletgate‘ quebrou aconteceu. Os jornais alegaram que Carole também havia cometido os imperdoáveis ​​pecados sociais de dizer ter usado as palavras “toilet” (palavra que significa banheiro em inglês, mas que não é considerada requintada o suficiente para ser pronunciada diante da monarca), e “pardon” – perdão, em inglês, quando ela conheceu a Rainha pela primeira vez.

Talvez a revelação mais dolorosa que aconteceu depois da separação tenha sido que os amigos de William teriam sussurrado “portas para o manual” (em referência esnobe ao passado de Carole como aeromoça) quando Kate entrou na sala.

AS IRMÃS WISTERIA

Carole não foi a única Middleton a entrar por um tempo machucado.

Foi relatado que Kate e Pippa eram chamadas de ‘irmãs Wisteria’ – porque eram altamente decorativas, terrivelmente perfumadas e tinham uma capacidade feroz de escalar – em círculos inteligentes em Londres.

Em 2008, embora a bíblia da sociedade Tatler a nomeasse a mulher mais elegível na Grã-Bretanha, o perfil também dizia que ela “vai a muitas festas, mas principalmente como prestadora de serviços“.

Até a família de Kate – incluindo sua irmã Pippa (na foto) – estava envolvida nas constantes narrativas da mídia.

WAITY KATY

Durante anos, a imprensa zombou perniciosa e constantemente de Kate, chamando-a de “Waity Katy”, tendo um certo tipo de alegria alegre em retratá-la como desolada e fútil, esperando que William a pedisse em casamento.

O apelido “Waity Katy” foi usado na maioria dos principais meios de comunicação.

ASSÉDIO DOS PAPARAZZI

Embora ela e William estivessem protegidos da imprensa quando estavam na universidade na Escócia (a Fleet Street havia concordado com o palácio em dar uma folga a William enquanto ele estudava), Londres era uma questão diferente.

Depois que o casal se formou e Kate se mudou para o apartamento de US $ 3,5 milhões em Chelsea que os Middletons haviam comprado para as filhas, ela enfrentou um ataque diário. Ela foi fotografada enquanto estava fazendo compras, em um ponto de ônibus, comprando mantimentos e andando de bicicleta.

Em 2007, Kate era fotografada quase todos os dias pelos paparazzi

Em outubro de 2005, Kate usou o escritório de advocacia Harbottle & Lewis – o mesmo escritório de advocacia usado pela família real – para enviar um aviso aos editores de jornais britânicos, argumentando que ela havia sido perseguida por fotógrafos e pedindo que eles não publicassem material relacionado a vida dela.

As ficaram mais visíveis no dia do aniversario de Kate em janeiro de 2007, quando cerca de 30 fotógrafos esperaram do lado de fora de seu apartamento.

No vídeo do incidente, os homens atacam Kate, formando um grupo intimidador enquanto ela tenta chegar ao seu carro.

As coisas chegaram a um ponto que um porta-voz do Palácio deu o passo incomum de divulgar uma declaração rara, dizendo que “O Príncipe William está muito infeliz com o assédio dos paparazzi à sua namorada“.

 

Até o então prefeito de Londres, Ken Livingston, avaliou o incidente, dizendo: “Acho absolutamente escandaloso o que está acontecendo com Catherine“.

As coisas não melhoraram. Há imagens granuladas de outro confronto com um grupo de fotógrafos, que se acredita ser a partir de outubro daquele ano, quando Kate e outra mulher estão cercadas por uma multidão de fotógrafos.

Kate pode ser ouvida implorando: “Por favor, me deixe. Pare com isso.

Um fotógrafo retruca: “Apenas mova sua mão e nós te deixaremos em paz“.

 

Kate se mantém firme, dizendo: “NÃO, não vou mexer minha mão. Esta é a minha vida privada, não vou mexer minha mão.

Quando eles finalmente se afastam, alguém diz com desdém: “Obrigado, Alteza.

No mesmo ano, Kate fez sua primeira queixa oficial sobre uma imagem em close, tirada dela a caminho do trabalho.

Quando ela saía para se divertir com os amigos, os fotógrafos tentavam tirar fotos de seu decote e de suas peças íntimas

DROGAS

Em outubro de 2009, dois repórteres disfarçados do News of the World filmaram o tio de Kate, Gary Goldsmith, consumindo drogas e venderam a informação para todo o mundo.

CAÇADA NA VÉSPERA DE NATAL

Em 2010, Kate recebeu US $ 18.500 em indenização e um pedido de desculpas pela agência de fotos Rex Features depois que eles distribuíram internacionalmente e venderam fotos de Kate e sua família jogando tênis. As fotos foram tiradas ilegalmente enquanto eles estavam em uma casa de férias na Cornualha. (Nenhum jornal britânico publicou as fotos.)

NOIVADO

Mesmo depois que William propôs e o casal anunciou seu noivado em 2010, Kate e sua família não tiveram muito alívio.

A Comissão Independente de Reclamações da Imprensa, órgão de controle da mídia britânica, emitiu um alerta ao jornal do país, alertando-os para não assediar nenhum dos Middletons.

Em 2011, uma semana depois que William e Kate se casaram na frente de uma audiência global de bilhões, uma foto antiga de sua irmã Pippa usando sutiã e dançando com um homem de foi publicada pelos tabloides.

A dama de honra real enfrentou outra humilhação quando na semana seguinte uma foto de topless de Pippa chegou à imprensa, tirada quando ela tirou brevemente a parte de cima do biquíni durante as férias de Ibiza.

FOTOS DE TOPLESS

Em setembro de 2012, Kate e William foram para a França de férias, hospedados em um castelo de propriedade do agora Conde de Snowdon (filho da Princesa Margaret). Um fotógrafo, a cerca de meio quilômetro de distância da propriedade e usando câmeras com zoom de alta potencia, tirou fotos da Duquesa sem a parte de cima do biquíni. As cenas foram publicadas na edição francesa da Closer e na revista italiana de fofocas Chi e em milhares de revistas pelo mundo .

Os Cambridges chamaram seus advogados, o que resultou em Closer, seu editor e proprietário, enfrentando multas exorbitantes.

FOTOS GRAVIDA

Em fevereiro de 2013, Chi publicou fotos de uma Kate grávida de biquíni, tirada durante umas férias em Mustique. Enquanto a imprensa britânica se recusou a publicar a foto dos paparazzi, eles foram veiculados em outros países.

ALÍVIO
E então veio, mais ou menos, a paz. Atualmente, Kate é fotografada apenas ocasionalmente pelos paparazzi e, mesmo assim, é quando ela costuma fazer coisas cotidianas como fazer compras no supermercado ou comprar livros infantis.

Após a chegada do Príncipe George em 2013, houve um protesto quando foram publicadas fotos de Kate empurrando seu carrinho de bebê em nos jardins do Palácio.

Mais tarde, o Palácio e a Fleet Street chegaram a um entendimento de que não comprariam nenhuma imagem do bebê real tirada clandestinamente, ou seja, durante momentos privados.

Hoje em dia, a reputação de Kate é de ser uma Duquesa quase que perfeita. No entanto, olhando para trás o que ela suportou, em geral com incrível compostura e dignidade, fica claro que, por trás desse sorriso encantador, existe uma mulher com uma espinha dorsal de aço.

Agora ela é uma Rainha em formação.

relacionado
17.06.2020
relacionado
29.02.2020
relacionado
15.02.2020
relacionado
08.02.2020
comente a postagem!