Seja bem-vindo ao Kate Middleton Brasil, sua maior fonte em português sobre a Duquesa de Cambridge. Casada com o Príncipe William, 2º na linha de sucessão ao trono britânico, Kate é uma das mulheres mais acompanhadas e admiradas no mundo. Aqui você irá encontrar as últimas notícias, um acervo com +45.000 fotos, além de documentários e mais.
06 out 2019

Os duques e as duquesas de Cambridge e Sussex narrarão um anúncio de saúde mental que será assistido por milhões de telespectadores amanhã à noite.

Acredita-se que seja a primeira vez que membros da realeza de alto escalão participam de um anúncio de televisão, com o clipe sendo exibido simultaneamente nos britânicos canal 4, ITV, Sky, canal 5 e MTV.

Harry, William, Kate e Meghan narrarão o curta, que marca o lançamento da campanha Every Mind Matters (“cada mente importa”, em tradução livre) – uma iniciativa da Public Health England (PHE) e do NHS.

O vídeo de três minutos, com artistas como Freddie Flintoff e Davina McCall, será exibido durante os intervalos de anúncios às 20h45 do horário local.

O quarteto espera que o anúncio capacite as pessoas a lidar com os primeiros sintomas de problemas de saúde mental.

Narrando o vídeo, William começa: “Todo mundo conhece esse sentimento, quando a vida fica em cima de nós. Em todo o país, milhões de nós enfrentam desafios à nossa saúde mental – em todas as idades – em todas as intensidades e por todo o tipo de razões. Nós nos sentimos estressados, para baixo, ansiosos ou temos problemas para dormir. Eu, você …”

Harry continua: “… seu irmão, sua mãe, seu colega ou seu vizinho. Esperando, imaginando, esperando, sofrendo. Achamos que não há nada a ser feito. Nada que possamos fazer sobre isso.”

Meghan então responde: “Mas isso é tão errado. Há coisas que podemos fazer. A partir de hoje, há uma nova maneira de ajudar a mudar as coisas. Every Mind Matters mostrará maneiras simples de cuidar de sua saúde mental”.

Kate continua: “Você começará com um plano online gratuito, desenvolvido para ajudá-lo a lidar com o estresse, melhorar seu humor, seu sono e te ajudar a se sentir mais no controle”.

A plataforma, que foi aprovada pelos clínicos gerais, permitirá que os usuários façam um questionário de saúde e recebam um “plano mental” personalizado com dicas práticas sobre gerenciamento de ansiedade, mau humor, sono e estresse.

As autoridades de saúde esperam que isso capacite as pessoas a gerenciar praticamente seus sintomas para interromper a sua saúde mental, o que reduziria a pressão sobre os serviços clínicos e liberaria capacidade.

O site também aponta os usuários para aplicativos existentes, que podem ajudá-los a acompanhar os bons hábitos para proteger seu bem-estar.

Isso ocorre quando uma nova pesquisa da PHE com mais de 3.000 adultos na Inglaterra constatou que 83% dos entrevistados experimentaram sinais precoces de problemas de saúde mental no último ano, incluindo ansiedade, estresse, humor ruim ou problemas para dormir.

Mais de um quarto deles esperou mais de seis meses antes de tomar uma ação, com mais da metade relatando mecanismos de enfrentamento, incluindo fumar, beber ou comer mal e evitar situações sociais.

O secretário de Saúde Matt Hancock disse que o projeto utiliza o “poder da tecnologia moderna de fazer o bem quando sabemos que também pode ajudar a contribuir para alguns desses problemas”.

Ele acrescentou: “Ele reúne a importância de tratar nossa saúde mental de maneira igual à nossa saúde física e tratá-la como um ativo no qual cada indivíduo precisa investir, apoiado pelo NHS e pelo governo, em oposição a apenas algo que só precisa ser consertado quando dá errado “.

 

A diretora nacional de saúde mental do NHS England, Claire Murdoch, disse que a campanha “sinaliza absolutamente uma mudança radical na conscientização e nas atitudes em relação à saúde mental”.

Ela disse: “Precisamos das mídias sociais digitais, da sociedade em geral, de celebridades, da indústria, para avançar e parar de acender o fogo que pode causar tantos problemas de saúde na sociedade, seja imagem corporal idealizada, procedimentos cosméticos, produtos dietéticos, jogos e apostas – somos bombardeados por isso. Então, acho que este é um exemplo fantástico de como esses componentes da sociedade podem se unir para o bem para promover uma melhor saúde mental”.

Conteúdo extra será adicionado ao site ao longo do tempo, incluindo material sobre como gerenciar a saúde mental perinatal e conselhos para os pais sobre como apoiar seus filhos.

Para aqueles sem acesso à Internet, os materiais em papel serão colocados em locais como bibliotecas, enquanto os clínicos gerais serão incentivados a direcionar os pacientes para o novo recurso.

John Newton, diretor de melhoria da saúde da PHE, disse que o principal objetivo da plataforma são pessoas que desenvolvem sintomas precoces de problemas de saúde mental, mas essas evidências demonstraram que também pode ajudar pessoas com “doenças mentais bastante graves”.

Ele acrescentou: “Estamos tentando transmitir essa mensagem de que ninguém no mundo jamais tentou fazer algo nessa escala antes.

“As evidências dizem o que acontece em populações relativamente pequenas quando você fornece ferramentas autodirigidas, então esperamos que seja benéfico, mas o que não foi feito antes é tentar fazer isso em escala nacional, então estamos muito ansioso para aprender … porque se isso é eficaz, também pode ter implicações para outros países “.

 

Fonte: Mirror

Publicado por: Carolina Moreira